[Crônica] Levar o carro pra benzer

Minha mais recente aquisição: esse tênis vermelho que por coincidência combinou com a Ferrari lá do Beto Carrero.
Minha mais recente aquisição: esse tênis vermelho que por coincidência combinou com a Ferrari lá do Beto Carrero.

 

Tive dois carros até hoje: um Gol, comprado usado, já com uma boa quilometragem, e um Fiesta, novo.

Fiquei oito anos com o Gol. Nesse período, não ocorreu sequer um arranhão na lataria, tomei apenas uma multa, troquei o pneu uma única vez e nem me passou pela cabeça a possibilidade de que as lanternas do carro precisassem ser trocadas algum dia.

Há quatro anos com o Fiesta, já troquei o pneu em cinco oportunidades, ralei a lateral entrando na garagem, tomei multa pra caralho e agora estou indo no auto-elétrico, para a terceira troca de lanterna.

Tudo bem… tive um pequeno incidente com o cabo do acelerador do Gol, que quebrou bem no meio da descida da Rebouças… e teve o motor que fundiu uma vez também… mas são só detalhes. No geral, fico pensando se os carros da Volks são melhores, ou se é só zica mesmo e eu deveria ter escutado minha vó quando ela falou, com o jeito urgente de quem acaba de ouvir a primeira trombeta do Apocalipse que ela sempre fala: “tem que levar esse carrrro pra benzer, menino!!!”.

____________________________

Deixe uma resposta