[Filme] Como eu Era Antes de Você

como_eu_era_antes_de_voce

Dia ruim, e-mails inesperados tirando da cova assuntos que eu já julgava resolvidos, cansado de ficar em casa, demorando meia hora para revisar um parágrafo, bora assistir um filminho água-com-açúcar para relaxar. Pelo menos na ficção utópica das comédias românticas, os amores são belos e eternos, e não há ex-mulheres traiçoeiras se fazendo de santas enquanto, à socapa, tentam sugar até a alma (bom… pelo menos não no papel de mocinha).

Enfim… o filme é um amontoado de clichês. “A vida é clichê, Fabio”, certa vez me disse uma amiga. Na verdade, eu não tenho nada contra clichês, quem escreve histórias sabe que é muito difícil escapar deles. Mas o problema aqui é o “amontoado”. Assim como em Stranger Things, a trama de “Como Eu Era…” parece um Frankestein montado a partir de vários recortes de coisas que deram certo em outros filmes. Tudo ali parece familiar e logo de cara você já saca o que vai acontecer. Bom, verdade seja dita, fica aquela dúvida se o cara vai ou não concretizar a decisão que tomou… mas isso não é suficiente para considerar original.

Mas não é um filme ruim. A produção é boa e funciona, dentro da proposta. É divertido: a menina mandou muito bem e consegue ser engraçada sem forçar, e o cara fez bem o papel, sendo esnobe/sarcástico/desiludido na medida certa. A parte dramática também não é forçada, o que foi ótimo. Ouvi muitas pessoas chorando no cinema e, na cena da praia… meus olhos ficaram um pouco mais brilhantes do que de costume.

Mas não vi nada de extraordinário. Dentro desse mesmo estilo, achei “A Culpa é das Estrelas” bem melhor, por exemplo. E “Intocáveis” (o filme francês do cara empurrando o outro na cadeira de rodas, não o do Kevin Costner :D), outro filme que logo me veio à memória, está a uma galáxia de distância desse “Como Eu Era Antes de Você”.

PS: meia estrela da nota foi pela sensação boa de, depois de muito tempo, assistir um filme sem os benditos óculos 3D.

Avaliaçãoestrelas_3

____________________________

Deixe uma resposta