[Filme] Doutor Estranho

dr_estranho_2

Sempre gostei mais da Marvel do que da DC, não vou negar. Mas não entro nessa pilha de hoje em dia em que para gostar de um (seja editora de quadrinhos, time de futebol, videogame, partido político, achocolatado ou qualquer outra coisa), tem que obrigatoriamente odiar o outro. Então, sem clubismo, devo dizer que no cinema já tive algumas DCpções, mas ainda não vi nada lastiMARVEL. Pelo trailer (e pelo olho gordo que o pessoal da DC tava botando), confesso que estava com a impressão de que Dr. Estranho seria o primeiro filme ruim da Marvel (em tempo: na minha opinião, Thor 2 e Homem de Ferro 3 não são lá muito bons, mas também não são essa calamidade toda).

Felizmente, minha impressão estava errada e não foi dessa vez que o Marvel Studios errou a mão.

Dr. Estranho não é memorável como Vingadores (o primeiro), nem divertido e descompromissado como Homem-Formiga. Também não é tenso e com uma trama bem amarrada como Capitão América 2, tampouco tem a ação frenética de Guerra Civil. Mas, entre um elemento novo e outro, unidos aos tradicionais alívios cômicos (alguns bem sacados, outros forçados), conseguiu entregar um bom filme de origem, provavelmente o mais diferente do universo Marvel até agora.

Tão diferente que em determinado ponto os Vingadores são citados e essa informação levou um segundo para ser assimilada, tipo: “putz, verdade… é o mesmo universo”. A magia é bem apresentada e explorada, mas sinceramente não sei como isso vai funcionar quando for misturado aos poderes “comuns” dos outros heróis. Enfim, veremos como ficará nos próximos filmes.

A trama não tem muitas surpresas, mas mostra que um roteiro simples aliado a uma edição sem cortes grotescos (BvS? Esquadrão Suicida?) muitas vezes é o melhor caminho. Além disso, mostrar que não está se levando tão a sério ajuda a fazer o espectador entrar no clima de quadrinhos e relevar certos absurdos que não combinam muito com cinema.

A ação é ok, não chega a ser monótona, mas também não empolga muito em quase nenhum momento, não achei que usaram bem o potencial da “dimensão espelhada”. Eu, sinceramente, acho que deveriam ter copiado mais descaradamente o esquema de treinamento do Neo em Matrix. O vilão foi fraco (e aquela maquiagem ao redor dos olhos ficou ridícula kkkkk) e esse tem sido o calcanhar de Aquiles da Marvel – estão começando a perder o timing de colocar na linha de frente os caras que comandam as coisas “nos bastidores”. As atuações foram convincentes, sobretudo a de Benedict Cumberbatch.

O final me surpreendeu, realmente não esperava por aquilo e achei uma solução bem inteligente, o que contribuiu para sair da sala com um sorriso no rosto e uma boa impressão do filme.

Recomendo!

Avaliação: estrelas_3

____________________________

3 Comentários


  1. Li. Ah, complicado “saber” que a Marvel continua deixando os vilões desejar…. É praticamente só isso que falta pra elevar o patamar. Desenvolver melhor os vilões, e forçar menos na comédia. Mas verei no sábado e espero que pelo menos seja um entretenimento que valha a pena…. Marvel né…sou suspeita pra falar.


    1. Na parte de entretenimento dificilmente eles deixam a desejar. Mas uma hora terão que inovar, senão a fórmula vai ficar batida.

      O vilão que eu mais gostei até agora foi o Barão Zemo, por incrível que pareça! hahuahua

      Na expectativa de que Thanos não venha para brincadeira! 😀

Deixe uma resposta